Freeonline.it - La guida italiana alle risorse gratuite
 
Home Fotos A Região Contato
 
Indice generale
 
»
Home
»
Roteiros e Mapas
»
A Região
»
Expedições
»
Artigos e Reportagens
»
Galeria de Fotos
»
Programe-se
»
Contato
»
 
»
 
»
 
»
 
»
 
Tutto Gratis

 
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
 
 
Expedição ao rio São Francisco dá início a experiência inédita
 

Luiz Ribeiro

15 DE NOVEMBRO 2001

Extensão exata
Um dos objetivos da Expedição Américo Vespúcio é levantar a extensão com precisão do rio São Francisco. “Até hoje, não se sabe exatamente qual a extensão do rio. Alguns afirmam que são 2,7 mil quilômetros, mas outros dizem 3,1 mil quilômetros. Vamos acabar com essa dúvida”, assegura Geraldo Gentil Vieira, coordenador da expedição.

Principais objetivos
- Iniciar o programa de revitalização do rio São Francisco
- Criação de comitês de bacia e sub-bacias
- Educação ambiental itinerante
- Diagnóstico do potencial turístico do rio
- Atrair investimentos para o vale do São Francisco.

Um feito inédito começa a ser realizado, hoje, em Minas Gerais. Pela primeira vez, um trecho de 500 quilômetros do rio São Francisco será percorrido através de um barco de porte. As condições de todo o rio, ao longo dos cerca de 3 mil quilômetros de extensão, da nascente à foz, serão levantados pela Expedição Américo Vespúcio, integrada por técnicos e especialistas, incluindo geólogos, historiadores, biólogos e outros profissionais.
A embarcação com a equipe – que totaliza 28 pessoas – começa a navegar nas águas do Velho Chico hoje, a partir de Iguatama, município da região Oeste de Minas Gerais que fica a 230 quiloômetros de Belo Horizonte. A iniciativa tem patrocínio da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf).
O trecho onde nenhum barco de porte jamais navegou fica entre Iguatama e Três Marias. A equipe utiliza uma embarcação especial – a PIPES -, fabricada no Maranhão e adaptada para percursos onde a navegação é difícil. O barco pade navegar mesmo em águas com apenas 80 centímetros de profundidade. Até então, todas as expedições que percorreram o rio começaram a partir de Pirapora.
Conforme o engenheiro agrônomo Geraldo Gentil Vieira, idealizador e coordenador da expedição, Iguatama foi escolhida para a partida porque um estudo constatou que a cidade é o primeiro ponto abaixo da nascente do rio, onde seria possível a navegação com o barco especial. Iguatama fica a 120 quilômetros da nascente do Velho Chico, situada na serra da Canastra, já no município de São Roque de Minas. A viagem da Américo Vespúcio será intercalada, com alguns trechos sendo realizados por terra. Nessas condições, o barco PIPES será transportado numa carreta, também adaptada. A previsão é de que o barco chegue a Três Marias no dia 19. De lá, até Pirapora, o deslocamento será feito pela via terrestre. A expedição com o barco recomeça em Pirapora, no dia 21. A chegada da comitiva à foz do rio no oceano Atlântico, em Penedo (AL), está prevista para o dia 14 de dezembro. Cada profissional que participa da expedição estará fazendo um diário de bordo, anotando as informações relativas a desmatamento de matas ciliares, condições dos efluentes e afluentes, lagoas marginais e outros fatores. Também serão colhidas informações em audiências públicas nas cidades ribeirinhas.
Todos os dados vão fazer parte de um diagnóstico que servirá como base para as medidas a serem implementadas dentro de um plano de revitalização do rio São Francisco, lançado pelo governo federal. (Luiz Ribeiro, do “Estado de Minas”, em edição de 15/11/2001).

Fonte: ESTADO DE MINAS